Debê Produções » Série “Permanências”


Série “Permanências”

Sala de Exposições do Centro Cultural João Nogueira – Imperator – RJ

Desde 2013, Marcio Debellian e Miguel Jost são responsáveis pela curadoria da sala de exposições do Imperator e criaram a série “Permanências”, levando ao público retratos de grandes nomes da música popular brasileira, como Marina Lima, Martinho da Vila, Elizeth Cardoso e Beth Carvalho. Cada exposição teve seu lançamento associado a um show inédito, preparado especialmente para a ocasião. A exposição sobre Marina Lima marcou também o lançamento do show “Maneira de Ser”, circulou pelo Brasil ao longo do ano, e a exposição em homenagem a Elizeth Cardoso contou com outro espetáculo inédito: Teresa Cristina e Áurea Martins cantando o repertório da Divina. Marcio Debellian assinou a direção de ambos os shows.

A exposição “Pela Lente do Amor: a MPB em fotos de Cristina Granato e Mario Luiz Thompson”, em cartaz desde outubro de 2014, traz para sala de exposições do Centro Cultural João Nogueira dois acervos de fotógrafos consagrados pela sua relação com o registro da memória da música popular brasileira. O material selecionado para exposição contempla mais de 40 anos da história da nossa música através de imagens raras dos artistas no palco, em camarins, estúdios de gravação, e em outras situações profissionais e de intimidade.

Na exposição, o público encontrará fotos de grandes nomes da canção brasileira, e de estilos diversos, como Cartola, Nelson Cavaquinho, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Elis Regina, Gal Costa, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, Tim Maia, Mutantes, Novos Baianos, Ney Matogrosso, Milton Nascimento, entre muitos outras personagens proeminentes da música. Profissionais relevantes do mundo da fotografia e da comunicação, Cristina Granato e Mario Luiz Thompson se tornaram parte da história da canção popular Brasil, e, ao longo de décadas de trabalho, criaram acervos fundamentais para que se possa contar essa história através de imagens, cores, e movimentos. O título da exposição é inspirado na canção “Pela Lente do Amor”, composta por Gilberto Gil em homenagem ao seu amigo Mario Luiz Thompson.



VOLTAR